Pular para o conteúdo principal

Carboidrato – Vilão ou mocinho? O carboidrato está sempre à mesa. Grande parte da dieta diária dos brasileiros possui alimentos com esse componente. Entretanto, nem sempre ele é bem visto por quem quer ter uma vida saudável e um corpo escultural. Há um grande embate sobre o papel dele na ingestão do dia a dia. Alguns acham que ele deve ser consumido em maior ou menor quantidade. Conforme suas convicções em relação a ele. Bom, a ciência prova que é preciso consumir carboidratos ao menos três vezes ao dia. Entretanto, para que o seu aproveitamento seja benéfico é preciso que essa ingestão seja em pequenas quantidades. Há milhares de anos o carboidrato era uma necessidade muito mais latente. Isso porque os trabalhos manuais eram mais pesados e os seres humanos estavam em constante movimento. Atualmente, com as facilidades da modernidade, a quantidade necessária diminuiu e por isso é preciso se adaptar. O certo é que ele é imprescindível para gerar energia para as tarefas. Também é preciso usá-lo como massa de consumo para os músculos em movimento, tornando-os mais fortes e com melhor recuperação após o esforço físico.   A preocupação dos médicos é o seu uso excessivo. Quando não é queimado pelo organismo, ele se acumula para uma “necessidade futura” e acaba virando gordura e prejudicando a saúde. Por isso, o ideal é buscar com um nutricionista a quantidade ideal para o seu estilo de vida, assim o carboidrato passa de vilão para mocinho, tornando-se importante todos os dias. Dicas saudáveis Há como ingerir alimentos que possuam essa substancia de forma mais saudável e funcional. Evitar as massas, pães e farinhas e optar por exemplares naturais faz toda diferença na hora da queima orgânica. A natureza oferece uma série de alimentos com esse componente e que são mais bem absorvidos pelo corpo. Evitando assim o acumulo e oferecendo diversos benefícios auxiliares. Veja alguns exemplos: batata, batata doce, banana, arroz, lentilhas, feijão, inhame, ervilhas, cereais em geral, uvas, figo e uma grande diversidade de grãos. Por haver essa grande oferta, torna-se mais fácil trocar as massas em geral por consumos melhores. Esse câmbio garante que o corpo receba de forma ainda melhor os carboidratos. Por isso, não há motivos para vê-lo ainda como vilão ou culpado pelas gordurinhas extras acumuladas na região do abdome. Dica para quem se exercita Antes de fazer qualquer esforço físico é necessário dar ao corpo as substancias necessárias para que ele queime. Isso é importante para que você não perca nutrientes essenciais nem a tão desejada massa magra. É por isso que antes de ir à academia, correr, nadar, andar de bicicleta ou praticar qualquer esporte você deve ingerir uma quantidade significativa de carboidratos. O importante é dar sempre preferência às opções saudáveis e naturais. É válido ressaltar que o vilão não foi criado pela natureza e sim pelo consumo desregrado do homem. Por isso, na hora de montar a sua dieta diária não deixe de acrescentar essa substancia importantíssima para a manutenção de uma vida saudável.

Carboidrato – Vilão ou mocinho?

O carboidrato está sempre à mesa. Grande parte da dieta diária dos brasileiros possui alimentos com esse componente. Entretanto, nem sempre ele é bem visto por quem quer ter uma vida saudável e um corpo escultural.

Há um grande embate sobre o papel dele na ingestão do dia a dia. Alguns acham que ele deve ser consumido em maior ou menor quantidade. Conforme suas convicções em relação a ele.

Bom, a ciência prova que é preciso consumir carboidratos ao menos três vezes ao dia. Entretanto, para que o seu aproveitamento seja benéfico é preciso que essa ingestão seja em pequenas quantidades.

Há milhares de anos o carboidrato era uma necessidade muito mais latente. Isso porque os trabalhos manuais eram mais pesados e os seres humanos estavam em constante movimento.

Atualmente, com as facilidades da modernidade, a quantidade necessária diminuiu e por isso é preciso se adaptar.

O certo é que ele é imprescindível para gerar energia para as tarefas. Também é preciso usá-lo como massa de consumo para os músculos em movimento, tornando-os mais fortes e com melhor recuperação após o esforço físico.

A preocupação dos médicos é o seu uso excessivo. 

Quando não é queimado pelo organismo, ele se acumula para uma “necessidade futura” e acaba virando gordura e prejudicando a saúde.

Por isso, o ideal é buscar com um nutricionista a quantidade ideal para o seu estilo de vida, assim o carboidrato passa de vilão para mocinho, tornando-se importante todos os dias.

Dicas saudáveis

Há como ingerir alimentos que possuam essa substancia de forma mais saudável e funcional. Evitar as massas, pães e farinhas e optar por exemplares naturais faz toda diferença na hora da queima orgânica.

A natureza oferece uma série de alimentos com esse componente e que são mais bem absorvidos pelo corpo. Evitando assim o acumulo e oferecendo diversos benefícios auxiliares.

Veja alguns exemplos: batata, batata doce, banana, arroz, lentilhas, feijão, inhame, ervilhas, cereais em geral, uvas, figo e uma grande diversidade de grãos.

Por haver essa grande oferta, torna-se mais fácil trocar as massas em geral por consumos melhores. Esse câmbio garante que o corpo receba de forma ainda melhor os carboidratos.

Por isso, não há motivos para vê-lo ainda como vilão ou culpado pelas gordurinhas extras acumuladas na região do abdome.

Dica para quem se exercita

Antes de fazer qualquer esforço físico é necessário dar ao corpo as substancias necessárias para que ele queime. Isso é importante para que você não perca nutrientes essenciais nem a tão desejada massa magra.

É por isso que antes de ir à academia, correr, nadar, andar de bicicleta ou praticar qualquer esporte você deve ingerir uma quantidade significativa de carboidratos. O importante é dar sempre preferência às opções saudáveis e naturais.

É válido ressaltar que o vilão não foi criado pela natureza e sim pelo consumo desregrado do homem. Por isso, na hora de montar a sua dieta diária não deixe de acrescentar essa substancia importantíssima para a manutenção de uma vida saudável.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diversas maneiras de variar o exercício de flexão

Diversas maneiras de variar o exercício de flexão A flexão é um dos exercícios mais democráticos de qualquer sequência de atividades físicas criado para garantir tonificação muscular e, ao mesmo tempo, ganho de resistência.

Existem diversas maneiras de variar o exercício de flexão, mas, acima de tudo, é necessário contar com a ajuda de um preparador físico ou instrutor da academia de musculação que você frequenta.

Esse acompanhamento é essencial para que qualquer tipo de lesão ou prática indevida sejam evitados. Além disso, o profissional que acompanha o aluno no momento do exercício físico poderá indicar para ele qual é a melhor variação a ser feita em determinado momento, quais são as melhores técnicas para buscar determinado objetivo do aluno, etc.Para iniciantes

Quando as pessoas começam a fazer musculação ou a praticar exercícios físicos em geral, a flexão pode significar um grande desafio, principalmente para quem não está acostumado ou condicionado.

A solução é facilitar um po…

Segredos para emagrecer rápido

Segredos para emagrecer rápido O ritmo de vida corrido dos dias atuais é um dos grandes inimigos da saúde. A correria cotidiana leva à adoção de uma série de hábitos pouco saudáveis, como o sedentarismo e o consumo de alimentos com muitas calorias e poucos nutrientes, ou até mesmo o uso de suplementos como Quitoplan e Liponow.

Por isso, o sobrepeso tem crescido de forma considerável no Brasil. Em agosto de 2013, o Ministério da Saúde publicou um relatório mostrando que, pela primeira vez na história do Brasil, o número de pessoas com sobrepeso superou o de indivíduos que estão na faixa adequada de peso.
Como é calculado o peso ideal? O peso ideal de uma pessoa é calculado através do Índice de Massa Corporal (IMC). Este índice foi criado no final do século XIX e, até hoje, é um dos indicadores mais precisos de avaliação do peso ideal, sendo inclusive adotado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

O IMC é o resultado da divisão da massa corporal, em quilos, pelo quadrado da altura, e…

Receita do chá de gengibre para emagrecer

Receita do chá de gengibre para emagrecer Os dias estão cada vez mais quentes, logo chegam as férias e festas de fim de ano e, com elas, muita praia! É nesta época que homens e mulheres de todas as idades começam a pensar seriamente na briga com a balança, pois no verão, todos fazem questão de estar em boa forma.

No entanto, estar dentro do seu peso ideal não é algo que deve ser buscado simplesmente como preocupação estética, pois é uma questão de saúde e qualidade de vida. O excesso de peso faz com que as pessoas fiquem mais propensas a adquirirem uma série de doenças, como o colesterol alto, diabetes, hipertensão, quadros que podem evoluir e provocar problemas ainda mais graves.

Como emagrecer As dietas e atividades físicas são a melhor forma de perder peso com saúde, principalmente se estiverem associadas. Uma alimentação saudável, com todos os componentes necessários bem dosados, é essencial para ter mais qualidade de vida. A prática de exercícios aeróbicos como caminhada, corrida…